Uma boneca por quem encanto




Separei diferentes historias para contar sobre minha boneca Maitê, vi depois de escrito que todas elas eram perfeitas, traziam em si a mesma reflexão, a minha mais profunda gratidão; e nesse mês de Janeiro tenho a chance  de escrever uma nova história: aquela do indivisível Avôhai entre as prediletas de meu filho, a de Vias de Clara de quando estive no aniversario de minha amada sobrinha Clara;  e porque Deus me deu a chance de conhecer o Rio São Francisco, as bonitas lembranças trazidas de lá, sobretudo dos Cânios do Xingó e em  todas elas, não hesito em citar minha adorável neta.
boneca mais linda do mundo
Por mim, acrescentando ao poema de Drummond , o para sempre e eterna; recolho-me nesses poucos dias para quando mais tarde minha pequena ouvir ou contar sobre mim, falar da pessoa linda, amável e tão carinhosa que foi a vozinha dela. Como dito, no final do ano passado, os "pés do mensageiro" anunciam boas novas! Sou aquela vozinha que encheu de todos os gostos a pequena boneca! Sou e permanecerei tecendo "manhãs" com outras mãos , estando naquela cadeira de balanço, no sofá da sala, na redinha da varanda, sem nunca esquecer de manter firmes os pés no chão! A mim, depois de dada essa nova vida com os cuidados com meu pai, com o amor e cuidado de minha Maitê, terei eu mais uma vez vencido e como incentivo poder dizer : " esse será o melhor ano da história da minha vida". O que está escrito já é sentido!
P.S. Eu havia começado o dia assim" que a arte me aponte uma conta e que de zero a dez eu não seja apenas uma conta(dor)a! Porque entre contas , por conta das dores (não) sou parte, sou arte.. conta... dor" . E como não há coincidências fui contemplada para participar do Livro Literarte Celebra o Nordeste Brasileiro! Sou grata , muita grata a Deus por essa missão, e aos meus leitores todos pelo incentivo permanente!

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

De meu quintal : um 13 maior que o mundo

Ouço as palavras , ouso nalgumas ,   uso-as como parte do papel para compor a outra parte de meu silencio , recorri a   Manoel de Barros p...